ABNTparaTCC

Referências Bibliográficas ABNT: exemplos, como fazer no word, regras

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

SUMÁRIO

Um tema já usual e bastante recorrente nas ferramentas de buscas é “Como escrever as referências bibliográficas no Modo ABNT”.

Contrate um de nossos especialistas e receba um trabalho completo. Aproveite a promoção.

Certamente que todo estudante, pelo menos a partir do final do Ensino Médio, conhece a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Porque a ABNT regula, no território brasileiro, a padronização das regras para produtos e textos acadêmico-científicos.

No que tange às referências bibliográficas, a ABNT, atualmente, se confronta com as normas APA – American Psychological Association. Na verdade, o Manual APA foi lançado, desde 1929. Nesse ínterim, sofreu diversas reedições e, em 2020, com o lançamento da 7ª edição do Manual de Estilo APA, ganhou espaço e tem sido requerida por diversas instituições de ensino.

A 7ª edição do Manual APA se atenta, especialmente, às citações retiradas da internet e da busca por uma linguagem menos formal e mais inclusiva.

Em face do exposto, muitas instituições de ensino superior vêm adotando a estrutura de trabalho ABNT, com citações e referências bibliográficas na estrutura APA.

A nossa série de artigos sobre a ABNT tem o objetivo de facilitar a compreensão das regras e tornar a redação de trabalhos científicos mais prazerosa e menos desgastante.

Sendo assim, neste artigo desvendaremos as normas e regras da ABNT para as Referências Bibliográficas: a NBR 6023. E, também abordaremos as principais diferenças entre a ABNT e a APA para referências bibliográficas.

Vamos lá? Continue lendo.

Exemplos de referências bibliográficas ABNT
Exemplo de referências bibliográficas ABNT

Construindo a lista de Referências Bibliográficas ABNT

A saber, a ABNT define referência bibliográfica como: “conjunto padronizado de elementos descritivos, retirados de um documento, que permite sua identificação individual”. Isto significa dizer que um trabalho identificado de maneira individual assegura ao autor a titularidade da obra.

E, decerto que autoria tem especial importância para Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC’s), Monografias, Dissertações e Teses. Assim, evitando plágio e valorizando o trabalho árduo daqueles que nos antecederam.

Sendo assim, a ABNT prioriza a demonstração dessas autorias e estabeleceu normas específicas que devem ser observadas integralmente.

Então, como elaborar a lista de Referências Bibliográficas?

Os artigos escritos até aqui, nesta série de artigos ABNT foram sobre elementos pré-textuais. Contudo, relativamente a este esquema (elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais) as referências bibliográficas se constituem como pós-textuais.

A NBR 623 determina que, não somente os livros, mas que, de todo o material acessado pela Internet, constem as Referências Bibliográficas.

Assim sendo, veja o passo a passo sobre a construção da lista de Referências Bibliográficas.

Passo a passo para montar as Referências Bibliográficas ABNT

  Antes de mais nada, pelas normas ABNT, as Referências Bibliográficas são inseridas, logo após à Conclusão do trabalho.

Em seguida, confira a ordem dos elementos que devem ser constantes das referências bibliográficas:

Formatação das Referências Bibliográficas ABNT: a NBR 6023 (informação e documentação – Referências – Elaboração (ABNT, 2018)) orienta sobre a formatação das Referências Bibliográficas. Veja:  

  1. Alinhamento de texto: à esquerda;
  2. Espaçamento simples entre linhas;
  3. Fonte: Times New Roman ou Arial;
  4. Tamanho: 12
  5. Ordem: alfabética e NÃO numerada;
  6. E, o mais importante: deixar espaço de uma linha em branco entre duas referências.

Em seguida, a estrutura das Referências continua conforme a seguinte ordem:

  • Autor;
  • Título;
  • Edição;
  • Local da Publicação;
  • Editora;
  • Ano e data da publicação e,
  • Paginação (padrão APA).

Basta memorizar essa composição que, após algum tempo de prática, se torna simples e intuitivo.

Entretanto, devido a e variedade de fontes de pesquisa existentes, esse formato sofre, igualmente, variações.

Fonte: Trilhas na Pós-Graduação

Variações de Formatação ABNT

Documentos traduzidos, documentos acessados virtualmente, documentos em vídeo, artigos de periódicos, jornais, revistas, enfim.

De fato, para cada uma dessas variações, a ABNT estabelece normas e regras particularizadas. De acordo com a NBR 6023, cada tópico constitutivo das referências, mencionados anteriormente, obedece à seguinte descrição, respectivamente:       

AUTOR:

  1. A colocação da literatura obedece à ordem alfabética, conforme o último sobrenome do autor;
  2. Após o nome do autor, se coloca como sinal de pontuação, o ponto. Reitere-se, após o nome de cada autor.
  3. Se houver mais de um autor, a ordem será alfabética, a partir do último sobrenome do primeiro autor listado, até máximo de 6 autores. Acima desse número se inclui a expressão et al.  
  4. O nome do autor é indicado com letras maiúsculas, seguido das iniciais do nome, separadas por 1 (um) espaço entre elas, também em maiúsculas.

TÍTULO

O título da obra é indicado no idioma original, em letras minúsculas, sem destaque no texto.

EDIÇÃO

Em seguida ao título, vem a edição que obedece à regra do idioma original da obra. Por exemplo, para publicações em português, a edição será indicada como discriminado entre parênteses (1. ed., 2.ed. etc.). Importante ressaltar que é com ponto (.) depois do número da edição.

Se o idioma for o inglês: 1st ed; 2nd ed. e por aí vai. Sem ponto depois do número correspondente a edição.

LOCAL DA PUBLICAÇÃO

Assim, o local da publicação é indicado após a edição, por extenso. Exemplo: Rio de Janeiro.

Se não for possível identificar o local de publicação, este deve ser indicado entre colchetes, pela expressão sine loco, como monstrado [S.l].

EDITORA

Logo após o local da publicação vem o nome da Editora, que é redigido com a inicial em maiúscula e o restante, em letras minúsculas. A título de exemplificação: Editora Elsevier.

ANO DE PUBLICAÇÃO

Por fim, o ano da publicação se indicará com algarismos arábicos, como exemplo: 1999. Caso não se possa identificar diretamente na origem da publicação, mas há fonte segura para o ano da publicação, então, a indicação será entre colchetes [1999].

De fato, a inclusão do mês é opcional e deverá ser indicada abreviada, logo após a indicação do ano de publicação.

PÁGINAS

Em adaptação ao constante do Manual APA, as páginas pesquisadas devem se indicadas nas respectivas Referências, em algarismos arábicos. Bem como o número de paginação.

Pode-se ainda indicar o número de páginas contadas, mas não numeradas entre colchetes.

Outras referências ABNT

Internet: Como é corrente, muito material pesquisado, no ambiente acadêmico contemporâneo, se encontra publicado em páginas da Internet. Importante ressaltar que já são conhecidos sites seguros de acesso à literaturas fidedignas

Assim sendo, a ABNT também normatizou o modo de referenciar essa bibliografia.

De maneira geral, o formato da referência bibliográfica sobre o documento pesquisado é o mesmo, apenas com a inclusão final dos seguintes dados:

  • Disponível em: [incluir URL]. Acesso em: [incluir data]
  • Os documentos de meio eletrônico serão indicados por último nas referências bibliográficas.

Artigos de periódicos, jornais

Similarmente, o formato para inclusão das referências de artigos, periódicos e jornais é como a seguir:

  • Autoria;
  • Título do artigo;
  • Título da revista;
  • Local;
  • Volume;
  • Fascículo;
  • Intervalo de páginas;
  • Mês e ano.

Em suma, essas são as regras para a elaboração das Referências Bibliográficas, de acordo com a ABNT, com as devidas adesões ao manual APA. Gostou? Continue acessando nossos artigos para muito mais conteúdo de valor com exclusividade para você. Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Dificuldades para fazer seu TCC?

Contrate um ESPECIALISTA